segunda-feira, 17 de abril de 2017

Precificação de carbono e modelos de negócios serão temas do evento Conexões para um Futuro Sustentável

Bioeconomia é outro aspecto a ser tratado por brasileiros e noruegueses, no próximo dia 4

A Conferência Internacional ABRASCA-CDP chega à terceira edição com o tema “Conexões para um Futuro Sustentável”. O evento reunirá especialistas nacionais e internacionais em São Paulo, no próximo dia 4, para discutir a conexão da agenda financeira e de sustentabilidade, bem como as convergências das iniciativas de relato e de questões ambientais, sociais e de governança. Realizado conjuntamente pela Associação Brasileira das Companhias Abertas (ABRASCA) e o CDP-Driving Sustainable Economies, a conferência será em São Paulo.

A precificação de carbono será o subtema de abertura, em sessão interativa. Logo em seguida haverá o Painel 1 discutindo “Conexões Internacionais: Bioeconomia e Seu Potencial no Brasil – Cooperação Brasil e Noruega”. Já o Painel 2 abordará “Conexões entre Diferentes Iniciativas de Relato: a convergência como um caminho para a transformação efetiva dos modelos de negócios”.

“As demandas de mercado são cada vez mais exigentes em busca de alternativas que ajudem a ultrapassar os desafios dessa nova economia e as empresas devem estar preparadas para discutir e promover ações que ajudem na solução desses problemas, além de ampliar a sua gestão com cada vez mais transparência e ética”, diz Guilherme Souza e Silva, diretor da ABRASCA.

O evento, que vai das 8h30 às 17h30, do dia 4 de maio, no Teatro Vivo, em São Paulo, coordenado pela SB Eventos, terá o Painel 3 sobre “Riscos Ambientais e Dever Fiduciário”, com os cases da Samarco e da Volkswagen. As “Soluções para o Futuro Sustentável” serão apreciadas durante o matchmaking session à tarde. Nesta oportunidade os convidados analisarão cases de descarbonização, segurança hídrica e proteção de florestas.

Presidido pelo economista Luiz Calado, da Andato Metodologia, evento tem entre os palestrantes confirmados Aud MArit Wiig, embaixadora da Noruega no Brasil; Marco Antonio Fujihara (Fundo Brasil Sustentabilidade); Ana Sarkovas (Sistema B); Alexandre Gazzotti (Itaú-Unibanco Asset Management); Chris Fowle (Global Networks&Outreach, Americas), Emir Boravac (Nordea); Glaucia Térreo (GRI); Juliana Lopes (CDP); João Francisco Zeni (Telefónica); Sue Howells (Co-Chief Operating Officer, CDP); Raquel Castelpoggi (Fundação Real Grandeza); Denise Pavarina (BRAM); Mario Monzoni (FGV); Shigeo Watanabe (CO2 Consulting) e Sérgio Leitão (Instituto Escolhas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário